Profissões com mais procura em 2019

O mundo do trabalho está em mudança. A inovação tecnológica, a globalização, a internet e as novas necessidades humanas refletem o crescimento e o desaparecimento de profissões. Em muitos casos, esse desaparecimento tem consequências negativas em muitos setores.
A profissões manuais estão a sofrer mudanças drásticas. As inovações tecnológicas, a produção industrial e o desinteresse em artigos manuais tem provocado danos mas no entanto, existem soluções.
Atualmente, com o aumento da oferta de cursos profissionais e cursos especializados, surge também uma nova vaga de ofertas de mercado. Por vezes, a procura é muita, mas a oferta de profissionais é pouca e desta forma, este artigo visa apresentar áreas e profissões com perspectiva de mais procuram em 2019.

Quais as profissões com mais procura em 2019?
As Tecnologias de Informação, a Hotelaria e Turismo, Serviços, Marketing e Vendas e o Retalho são os sectores que deverão registar maior dinâmica de contratações em 2019. E neste sentido, as Tecnologias de Informação serão um dos grandes motores das contratações em 2019, na qual, profissões como os administradores de sistemas, coordenadores de TI e especialistas em sistemas de machine learning e business intelligence vão registar uma forte procura no mercado
Para quem está ligado ou quer mudar de área, os profissionais ligados ao sector de Marketing e Vendas, com destaque para os comerciais, terão uma grande procura, em sectores relacionados com as tecnologias e startups e serviços em geral. As funções de gestão de contas e estratégia de exportação, em paralelo com todas as áreas que se relacionem com a transformação digital dos negócios, serão também vitimas de grande procura no mercado.
Outras áreas como os Recursos Humanos, Imobiliário e Urbanismo serão certamente uma aposta segura para quem quer definir um novo rumo para a sua carreira.
De forma resumida, deixamos algumas profissões que podem gerar interesse e que existe uma grande oferta profissional e formativa, através de cursos profissionais (dados retirados do Universia e estudo efetuado pela Hays):

  • Contabilidade e Finanças
  • Banca e Seguros
    • Comercial Corporate
    • Comercial de Financiamento Auto
  • Recursos Humanos
    • Apoio na gestão e aquisição de recursos humanos;
  • Indústria e Logística
  • Construção e Imobiliário
    • Project Manager (Gestão e apoio de Projectos)
    • Avaliador Imobiliário
    • Comercial e vendas
  • Tecnologias da Informação
    • Comercial ERP
    • Business Analyst
    • Outsystems Developer
    • Front-end Developer
    • Full-stack Developer
    • Mobile Developer
    • Machine Learning Engineer
    • Business Intelligence Manager
    • Network Engineer
    • Python Developer/Data Scientist
  • Marketing e Vendas
    • Técnico de Vendas
    • E-Commerce Manager
    • Técnico de Vendas para o Exterior
    • Trade Marketing Manager
    • Product Manager
    • Digital Marketing Manager
    • Técnico de Marketing
  • Retalho e Grande Distribuição
  • Turismo e Lazer
    • Sales Executive
    • Revenue Manager
    • Diretor-Geral de Operações
    • Digital Marketing Manager
    • F&B Manager (Gerente de Alimentos e bebidas)
    • Chefe de Cozinha
    • CRM Manager
  • Business Services Center
    • Customer Service Support
    • Software Developer
    • Helpdesk

Um aspecto interessante são as funções tradicionais como serralheiro ou carpinteiro, que podem ter uma grande procura dentro de alguns anos. Se anteriormente no artigo definimos que estas profissões estão a mudar e a sofrer uma pequena crise, o entusiasmo com que muita gente abandonou as profissões mais técnicas abre espaço para novas oportunidades. Os jovens, que normalmente optavam por funções mais tradicionais, como pedreiro ou mecânico, optaram por formações técnicas mas no entanto, continuamos a precisar de alguém para construir e arranjar uma casa, arranjar o carro ou os nossos móveis. O número de profissionais tem reduzido mas quem é especialista vai portanto, ser mais solicitado. E são já tão bem pagos quanto um especialista noutra área.
No entanto, a tecnologia domina. Prevê-se que as mudanças demográficas e os avanços tecnológicos vão levar à perda de 7,1 milhões de empregos. Todas as licenciaturas / cursos profissionais, relacionados com o Ensino, Direito, Geografia e Filosofia são cursos com menos saída profissional e o futuro faz-se acima de tudo de nanotecnologia, ecologia e profissões relacionadas com os cuidados pessoais e de assistência.

Hard Skills e Soft Skills
Desde sempre, as hard skills era mais valorizadas do que as soft skills. Uma licenciatura podia abrir mais portas mas as coisas mudaram: As pessoas têm mais informação e valoriza-se cada vez mais quem cumpra o que é tecnicamente pedido – soft skills.
Ter muita formação não vale de nada. A capacidade de trabalho, a criatividade, o espirito empreendedor são mais valias do que certificados e diplomas. Não é por acaso que encontramos situações que licenciados são abdicados por alunos de cursos profissionais, pois estes podem dar uma melhor resposta que um aluno de licenciatura, mas sem a sensibilidade do mercado.
Outro aspecto interessante é a relação entre um trabalhador e a sua empresa: antigamente, as pessoas queriam um ordenado fixo, agora preferem ter um valor extra mensal ou liberdade de horários, dando origem aos freelancers e trabalhadores remotos.

Profissões a seguir para o futuro
Para quem procura um novo desafio na sua vida profissional, estas são algumas profissões que vão crescer no mercado e que terão uma grande procura futuramente:

  • Técnico de energias renováveis – Com o crescimento da energia renovável, trata-se de um trabalho com futuro imediato e para longo prazo (é necessário curso profissional);
  • Assistente médico – como o nome indica, assistentes médicos auxiliam médicos, cirurgiões e outros profissionais de saúde. É uma profissão com uma taxa de crescimento interessante (é necessário curso profissional);
  • Técnico de Optometrista – fornecem cuidados no que diz respeito à visão, fazendo avaliações, diagnósticos e correções na visão (é necessário licenciatura e / ou curso profissional);
  • Assistentes de cuidados pessoais (auxiliar de geriatria) – Os auxiliares de geriatria ajudam idosos ou pessoas com deficiência a realizar tarefas diárias. Com o envelhecimento da população e a menos disponibilidade para cuidar das pessoas, é um bom recurso e uma área com potencial tremendo nos próximos largos anos (é necessário curso profissional);
  • Fisioterapia – Ajudar os pacientes a recuperar a mobilidade e diminuir a dor através de diferentes exercícios e movimentos é cada vez mais procurado e recomendado, até pelo o stress diário da comunidade (é necessário licenciatura e / ou curso profissional);
  • Assistente de saúde domiciliária – Cada vez mais os idosos optam por ficar nas suas casas e com isso, precisam de cuidados. Esta é uma realidade que vai permitir o crescimento desta área (é necessário licenciatura e / ou curso profissional);
  • Estatística – Os profissionais de estatística recolhem e analisam dados de pesquisas, questionários, sondagens ou outros números e dados brutos, como de acidentes rodoviários ou turismo urbano (é necessário licenciatura e / ou curso profissional);
  • Analista – Cada vez mais, as empresas precisam de analistas de dados e de operações para ajudar a resolver problemas de negócio, nos mais diferentes setores (é necessário licenciatura e / ou curso profissional);

Outros cursos interessantes:

  • Cursos de Programação – é um dos cursos com mais saída profissional, uma vez que há ainda um número reduzido de profissionais qualificados em Portugal. Nos tempos que correm a presença online é imperativa, por isso, empresas e organizações são obrigadas a contratar programadores para desenvolver a presença web e mobile.
  • Marketing Digital – Nos negócios, por exemplo, começa a ser impossível deixar de fora o digital e o e-commerce e a aquisição de competências técnicas de gestão e desenvolvimento de estratégias de marketing adaptadas ao ambiente digital revela-se, por isso, outra boa aposta. É um mercado emergente que exige cada vez mais profissionais preparados e qualificados.
  • Web Design – Os cursos em web design podem ser uma excelente ferramenta em termos profissionais, pois permite adquirir conhecimentos relacionados com a criação de websites e o desenvolvimento de conteúdos, nomeadamente visuais, para a web.

Conforme se pode perceber no mercado, não existem profissões com emprego garantido. Tudo depende da qualidade do profissional, do gosto pessoal, se gostamos realmente do que fazemos e acima de tudo, das nossas mais valias. Escolher um bom curso e uma boa área é meio caminho para o sucesso, mas a capacidade profissional passa também pelo os seus resultados e desempenho.

Num mundo cada vez mais tecnológico, evoluído e autónomo, por vezes, as profissões que se acha que podem desaparecer, podem ser uma mais valia e augurar um grande futuro.